27 de mar de 2011

SOBRE A NOSSA MESA

lembro-me das cadeiras sentadas faziam um círculo dançante
fitavam sentadas ao redor
juntos sobre a mesa ficávamos


mas ainda agora os pés balançam
vejo que tremem com o peso
arrastam-se com os beijos
e se lançam no curso da nossa água


nada mais reveste esta sala
a mesa se faz para deitar
de bandeja lançamos à fartura
assim se deitam corpos em prazer

O poema Este será meu cumprimento foi divulgado no blog O pó da escrita da amiga e poeta Maria Azenha. Fico feliz e agradecido pela presença. Para quem quiser visitar, clique aqui.

7 comentários:

Raíz disse...

QUE LINDO E TRISTE!

Os pés balançam, tremem com o peso, ...e se lançam no curso de nossa água.

Nada mais reveste a sala e os corpos chegam em prazer.

Então só as lembranças fizeram esse belo poema!

Algo me lembrou a morte.

Belíssimo!

Beijos, poeta

Mirze

dade amorim disse...

Belo poema, Jefferson.
A tristeza que emana desses versos é como um mantra.
Parabéns pelo convite de Mariah, uma poeta de respeito. Mas você merece.
Abraços

teca disse...

Quanta lembrança... tão nostálgico esse poema...
Um beijo.

ROGEL SAMUEL disse...

a mesa as cadeiras a ausencia talvez
estao pela sala
agora transformada mesa
em prazer
amar sobre a mesa
ser

lupuscanissignatus disse...

o in/corpóreo

rodopia nos pés

destas cadeiras


[num movimento
de e.terno retorno]


*abraço,
amigo Jefferson*

viva sem drogas disse...

ola legal seu blog meu chaara estou começando agora tenho um monte de poesia mas publiquei algumas ,espero q goste e que me siga obrigado de jeferson para jeferson

jeferson luiz blog de poesias disse...

ola legal seu blog meu chaara estou começando agora tenho um monte de poesia mas publiquei algumas ,espero q goste e que me siga obrigado de jeferson para jeferson
meu blog de poemas é
http://jefersonsemdrogas1989.blogspot.com/
indique meu blog pra outras pesoas obrigado