18 de abr de 2009

PAPEL ESCRITO



um papel escrito
à minha frente
tem o peso leve
do vir ao mundo.

um papel escrito
que se completa
grita o som do dia
sem pôr o fim.

um papel escrito
é esta palavra
rasteira nos úmidos
planos da mão.

10 comentários:

lupussignatus disse...

palavra

que voa

Jefferson Bessa disse...

Olá,

obrigado pela leitura.

Um abraço.
Jefferson.

ROGEL SAMUEL disse...

sua poesia dia a dia se aperfeiçoa e carrega em força e materialidade, muito bom...

Jefferson Bessa disse...

Amigo Rogel,

suas palavras é que têm força por aqui. Muito obrigado pela leitura.

Um abraço.
Jefferson.

diamante d'água disse...

da insustentável leveza da escrita...sombras projectadas do infinito para a mão...

Jefferson Bessa disse...

Olá, Diamante! obrigado pelo lindo comentário.

Um abraço.
Jefferson

adelaide amorim disse...

Poeta inspirado, um abraço e obrigada pelos comentários.

Jefferson Bessa disse...

Obrigado pela visita, Adelaide!

Um abraço.

Maria Costa disse...

Ledo nascer...

Jefferson Bessa disse...

Olá, Maria! Ledo nascer do poema. Obrigado.

Um abraço.