21 de fev de 2016

NU Nº 2

NU N º 2




não era o sono de quem dorme 
mas o sono de quem olhava 

de olhos cerrados acenou-me 
o corpo em relevo se deitava 

os olhos de repente não viam 
eram mãos como areia molhada 

em umidade os olhos escorregavam 
delineando um gesto feito onda 

nos traços do outro que agora sou 
não apenas transpiro ao teu lado: 

o meu corpo em rio repousou 
na nudez de teu corpo deitado


Jefferson Bessa
Do e-livro Chão da pele (2015)

Nenhum comentário: