22 de mar de 2015

EU ANDO ESCREVENDO


Na próxima semana irei reler 
eu ando escrevendo 
muito, muitos versos 
de agora e de anteontem
e outros que andei escrevendo 
também ando relendo versos do mês passado
reli outros do ano anterior.
andarei escrevendo porque escrevo andando
às vezes parado na esquina
às vezes sentado no banco de ônibus

ontem porque este verso lembra
foi quando vi e ando
quando de repente passaram carros
caminhões motos aviões
andavam velozes mas não andavam
mas quando se escrevem eles andam
passavam sentados conduzidos
conduziam a direção que os dirigia
andavam sem andar

mas este verso que aqui se senta
não os conduz à direção alguma:
é que o verso anda escrevendo
como ando escrevendo
hoje desde o ano retrasado
num atraso andante
num agora sentado passando 

ouve-se este poema
quando ele se escreve passeia
ele anda escrevendo e parado caminha
quando lido passa por ponte
segue por ruelas 

quando escreve automóveis
o verso se escreve e anda
desandando carros e aviões e foguetes

2 comentários:

lupuscanissignatus disse...

poema

andaime


*excelente*

Luiz Filho de Oliveira disse...

A BESSA

Poetando ainda
anda versos
à beça