4 de mai de 2013

CRUZAMENTOS (Carne e Vendaval de Carnaval II)



lá na esquina 
o arcanjo branco
e o diabo vermelho.
na outra esquina 
são jorge e o dragão.
na outra, dois homens.
duas mulheres, na outra.
nas esquinas da cidade
uma cigana, um índio
um pirata, uma onça.
nas esquinas da cidade
nas ruas, nos becos
nos cruzamentos
a cidade inteira passa
como se passasse
por uma rua das cruzes.


2 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

teca disse...

Que massa!!!

Beijos, poeta, e até o retorno das férias!
Flores e amizade.