4 de dez de 2012

ME LEMBRO BEM CLARO



me lembro bem claro
te levo aqui perto 
agora bem nas mãos

ausente, pois te vi
ontem passou por mim
e agora ainda vejo

ter visto se espalha
e passa por entre mãos, 
olhos, boca e pescoço

me lembro bem claro
os olhos te guardam
aberto nas retinas

te levo e tua imagem
agora me vem presente
dentro da mão me deita

5 comentários:

teca disse...

Versos de recordações...

Beijos.

Fred Caju disse...

Memórias são indomáveis.

ROGEL SAMUEL disse...

o que a mão diz ao corpo é o curto, disse Riobaldo - pois a mão que segura o lápis não é a mesma que regula o braço, o apalpar´do amor

ROGEL SAMUEL disse...

o que a mão diz ao corpo é o curto, disse Riobaldo - pois a mão que segura o lápis não é a mesma que regula o braço, o apalpar´do amor

Jefferson Bessa disse...

Bela lembrança, Rogel! Grande Sertão é um mundo de experiências. A mão do amor sabe sonhar, assim como nós sentimos!
Seja sempre bem-vindo ao blog, amigo!
Grande abraço.
Jefferson.