22 de mar de 2012

As regras para arte resultam em tédio



As regras para arte resultam em tédio. Por isso, a forma em arte corre o risco de ser um fastio se for transposta a regras. No entanto, pela forma mais antiga de fazer versos se pode fazer uma belo poema, desde que nele tenha alguma coisa de vivo ao se ler. O vivo a que se refere seria ler o poema como pela primeira vez, ler o poema como se fosse novo.



2 comentários:

Mirze Souza disse...

-E verdade, Jefferson!

A arte, para mim, choca ao primeiro olhar. Assim a reconheço.
´É mesmo como ler um poema pela primeira vez e retê-lo na memóeia da emoção.

Abraços, poeta!

Mirze

teca disse...

Pensamento inspirado...

Beijo.