9 de jun de 2009

Rogel Samuel sobre um poema de Jefferson Bessa


seu verso é um espelho:
"eu sonho claríssimo", disse
e todos nós mergulhamos plenos
no seu sonho claro...
e nunca se sonha dormindo
sonho é sempre desperto
é o despertar
quem desperta de um sonho
mergulha no seu sonhar

Nenhum comentário: